07/09/2017

Love The Way You Lie - Capítulo VI - Corra!


A música estava ensurdecedora. Ashley me puxou diretamente para o bar, ela pediu Mojito para ela e para mim. Quando o coquetel foi servido, o peguei e me virei para observar melhor o movimento da boate. Estava abarrotada de pessoas. Senti o gosto da liberdade em meus lábios. Já havia algum tempo que eu não sabia o que era diversão. Meu casamento, que deveria me trazer felicidade, me trouxe, na maioria das vezes, dor e infelicidade.
Apesar de meus pais serem cristãos rigorosos, eu tinha minha liberdade. Fugi diversas vezes nas madrugadas para me encontrar com Ashley e irmos para alguma festa. O que foi que eu fiz com minha vida? Onde está a garota sonhadora e feliz de antes?
Mal notei quando minha bebida havia acabado, olhei para o meu lado e não vi Ashley. Bufei e varri o local com os olhos tentando encontrar minha melhor amiga, a avistei no meio da multidão dançando. A música realmente estava boa, senti uma vontade imensa de me juntar a ela. Espantei qualquer sinal de vergonha e atravessei o mar de gente para me juntar a minha amiga.
A música era envolvente, rapidamente a batida passou a comandar os movimentos do meu corpo. Ah! Fazia tempos que eu não dançava, uma sensação conhecida de euforia tomou conta de cada parte do meu corpo. Ashley segurava minha cintura enquanto dançávamos juntas, imagens dos velhos tempos me invadiam a mente e me vinham junto com o sentimento de saudades. De repente passei a me perguntar se queria continuar com essa vida.
Quando aceitei me casar não sabia que estava, na verdade, me casando com um Bieber. Que grande ironia, meu pai sempre me disse para manter distância de quem portava esse sobrenome; hoje faço parte deles. Acreditava que era um exagero das pessoas quando ouviam esse nome e rapidamente ficavam amedrontadas, mas Justin provou que a crueldade da família é real.
Senti alguém me abraçar por trás e depositar beijos pelo meu pescoço. Em fração de segundos fui virada e meus lábios foram atacados pelos de um desconhecido. Só então abri meus olhos, que nem havia percebido que estavam fechados, e vi que a música já havia mudado e Ashley há tempos já não estava dançando comigo. Tentei empurrar quem quer fosse que me beijava, mas ele era forte. Empurrei com mais força e consegui me soltar de seus braços. Olhei séria para o homem que me agarrou e vi que ele era alto, mais alto que Justin, tinha cabelos loiros e olhos azuis. Esses mesmos olhos me transmitiram um certo perigo e seu rosto estava com uma expressão debochada.
Franzi minha testa e tive a sensação de que aquele homem sabia quem eu era, que era casada e com quem. Me afastei esbarrando em algumas pessoas e fui em busca de um banheiro. Percebi naquele momento que não havia sido uma boa ideia ter vindo. Olhei para trás e o cara continuava no mesmo lugar me olhando da mesma forma. Me virei e continuei procurando o banheiro. Eu pretendia ligar para Will e pedir que viesse me buscar. Como só havia bebido um coquetel, Justin não iria sentir nenhum cheiro de álcool em mim, e como ele sempre chegava tarde da noite, ele não iria saber de nada.
Encontrei o banheiro e lá dentro encontrei Ashley.
— Porque você saiu de perto de mim sem me avisar? — perguntei.
— Eu estava no bar e depois vim ao banheiro, o que aconteceu? — franziu a testa.
— Porque haveria de ter acontecido alguma coisa? — respondi rapidamente.
— Você tá com uma cara assustada e seu batom está borrado — arqueou uma sobrancelha e abriu um sorriso malicioso. — Estava se agarrando com alguém, Sra. Bieber?
— Claro que não, ficou maluca? — me virei e peguei algumas folhas de papel para limpar o batom. — Eu vou embora.
— Ah! Não! Acabamos de chegar, Angel.
— Ash, se Justin chegar em casa e eu não estiver lá, ele me mata.
— Seu marido tem você para ele todos os dias, eu só te vejo praticamente uma vez no mês.
— Ash, você sabe que eu…
— Ah! Cala a boca e vamos dançar — ela pegou os papeis que estavam na minha mão, jogou no lixo e puxou pela mão para fora do banheiro.
— Ashley, espera — me soltei de sua mão. — Eu preciso mesmo ir, vou ligar para o Will vir me buscar.
Ela abriu a boca para contestar, mas eu me virei antes que ela pudesse dizer algo. Ao me virar, esbarrei com força em alguém. Quase perdi o equilíbrio, mas ele me segurou pela cintura me ajudando a me firmar.
— Toma cuidado, gatinha — sua voz maliciosa me fez arregalar os olhos e dar um passo para trás.
Justin? — minha voz falhou e o pânico percorreu todo o meu corpo.
Angel? — ele me encarou confuso e logo seu rosto foi tomado por fúria. — Filha da puta!
Não esperei para ver mais da sua reação e me virei rapidamente. Peguei Ashley pela mão e a puxei correndo em direção à saída, ela estava tão assustada quanto eu, com certeza reconheceu Justin. Com muito custo conseguimos chegar a saída. Parei do lado de fora de tirei meus sapatos, não dava pra correr com eles.
— Tira a merda dos seus saltos, a gente tem que correr se quiser sobreviver — disse em pânico.
Ela fez o que eu disse e nós corremos para longe dali. Precisávamos encontrar um táxi ou um ponto de ônibus, que infelizmente, o mais próximo era há três quadras.
— Angel espera — parou no meio da rua. — Você precisa me explicar uma coisa.
— Ash, não dá tempo pra conversar, Justin vai me comer viva — dava para sentir o desespero na minha voz.
— Eu não saio daqui enquanto você não me responder por que chamou Jason de Justin — cruzou os braços e me encarou séria.


Oláaaaaaaaaaa!
Os capítulos prontos já acabaram, esse eu escrevi domingo passado, mas só postei hoje porque estava fazendo um layout.
Faz tanto tempo que eu não escrevia que até achei minha escrita estranha uahsuasoajks.
Vocês gostaram? Será que a Angel conta tudo pra Ashley? Será que vai dar merda?
Como agora as postagens não são mais programadas, irei voltar com as metas de comentários, isso me estimula muito a escrever. Resolvi que vou sempre postar aos domingos, se a meta for atingida e eu já tiver o próximo capítulo pronto, postarei antes.
A leitora Métis disse que não conseguiu seguir o blog, mais alguém teve este problema? Porque fiz alguns testes, mas não dá nada errado, se mais alguém teve esse problema, por favor, avise!
Por enquanto é só, ainda estou terminando de ajeitar as outras fanfics, então por enquanto só estarei escrevendo LTWYL.
É isso, até a próxima, fiquem com Deus e beijos de Chanel ♚.
+4 Comentários
Visite os blogs da campanha:
Imagine Belieber
Imagine Belieber2
Belieber's Dream
Imagine Belieber3
Damn and In Love
Believe Kidrahul

5 comentários:

Que tal deixar seu comentário?
Isso estimula a autora a continuar e deixa seu dia mais feliz! C:
Aceitamos criticas, sugestões, elogios... Mas nada de ofensas, viu?
Seus comentários poderão ajudar no desenvolvimento do blog. Nos avise no caso de algum link errado!